HomeNotíciasNotícia selecionada
 NOTÍCIAS
Projeto da HUGHES com a Secretaria de Educação do Amazonas é vencedor de prêmio internacional

Iniciativa brasileira recebe a medalha de ouro na Espanha, consagrando-se como a “Best Student Success Solution” dentre os 36 melhores finalistas mundiais

São Paulo, 18 de maio de 2009 – O projeto “Ensino Médio Presencial com Mediação Tecnológica” da Secretaria de Estado da Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas (SEDUC – AM), que utiliza a tecnologia via satélite da HUGHES acaba de vencer o Prêmio Learning Impact Awards, concedido pelo IMS Global Learning Consortium, organização internacional voltada para a disseminação do uso de tecnologias em benefício da educação. A escolha do melhor projeto aconteceu durante o congresso que a IMS realizou nesta semana em Barcelona.

René Birocchi, diretor de negócios da HUGHES para o mercado de educação, foi responsável pela apresentação do case junto à comissão de juízes. Segundo Birocchi, “a comissão ficou impressionada com a qualidade do projeto, tendo em vista as dimensões e dificuldades do Estado do Amazonas”.

O projeto brasileiro, que leva educação via satélite a mais de 15 mil alunos do Amazonas, foi agraciado com a medalha de ouro dentre os 36 projetos classificados para a etapa final entre os mais de 300 que foram inscritos, e venceu entre iniciativas de países como Austrália, Espanha, França, Canadá e Estados Unidos, dentre outros.

Como critérios para a escolha dos melhores projetos, foram avaliados itens como acessibilidade, disponibilidade, qualidade, adoção, uso final, ensino organizacional, interoperabilidade e inovação.

A iniciativa utiliza a tecnologia HUGHES para transmitir aulas para 700 salas distribuídas por todo o Estado do Amazonas, ministradas diariamente a partir do Centro de Mídias em Manaus para mais de 15 mil estudantes. Essa tecnologia permite que professores e alunos interajam como se ambos estivessem no mesmo espaço físico. “Quando começamos, quase 60% das comunidades não tinham energia elétrica regular e por isso, tivemos que adquirir geradores a diesel para que as aulas pudessem acontecer. Graças ao sucesso do projeto, houve a necessidade de levar as aulas para outras comunidades e isso é muito positivo”, afirma o coordenador do Centro de Mídias de Educação do Amazonas, José Augusto de Melo Neto.

"O desenho tecnológico deste projeto é pioneiro no mundo para a Educação Básica. Ao introduzirmos esse sistema, tínhamos a consciência de que o mundo inteiro caminhava para o uso da tecnologia como instrumento educacional.", ressalta o Secretário de Estado da Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas, Professor Gedeão Timóteo Amorim.

Para a HUGHES, essa conquista é motivo de orgulho e atesta a importância da tecnologia para a inclusão digital, educacional e social. “Esse é um dos prêmios mais importantes do mundo no setor de tecnologia aplicada à educação. O projeto da SEDUC-AM, além de se tornar um marco na história da educação a distância no País, consolida-se como um projeto de grande impacto e visibilidade no setor educacional para a HUGHES”, ressalta Delio Morais, Presidente da HUGHES no Brasil.



Para enviar esta notícia para um(a) amigo(a):
Clique aqui

Fonte: Divulgação
 Data: 08/06/2009

 

 


Voltar

 
Para membros da Comunidade
Learning & Performance Brasil
> Efetuar Login
> Cadastre-se
> Saiba mais
Curta a nossa página no facebook
Siga-nos no twitter

Organização
MicroPower

Promoção
Escola Virtual

e-learning for kids

ABES

ABRH - NACIONAL

ABRH - SP

ADVB

América Economia

bilheteria.com

FNQ - Fundação Nacional da Qualidade

GCSM - Global Council of Sales Marketing

The Winners - Prime Leaders Magazine

Copyright © 2016 - MicroPower®