PesquisaResultado da Pesquisa O estágio do e-Learning
 RESULTADO DA PESQUISA
O estágio do e-Learning

1. Introdução

A pesquisa de janeiro identificou o estágio em que o e-Learning se encontra nas organizações brasileiras, tornando possível, a partir dessa amostra, a maximização do desempenho da ferramenta no país. Participaram 145 organizações.


2. Resultados

2.a. Estágio do projeto de e-Learning

- 51% das organizações estão estudando o sistema, implementando-o e integrando-o com outros sistemas;
- 35% já estão com o projeto implementado e em operação;
- 14% estão analisando as soluções disponíveis no mercado ou desenvolvendo uma solução de gerenciamento própria.


2.b. Número de pessoas atendidas pelos cursos e-Learning

- 63% das organizações atendem até 500 pessoas com o projeto;
- 20% atendem de 501 a 2.000 pessoas;
- 18% atendem mais de 2.000 pessoas, ultrapassando 5.000.


2.c. Número de cursos e-Learning oferecidos

- 46% das empresas oferecem até 5 cursos na modalidade;
- 31% oferecem de 6 a 20 cursos;
- 12% oferecem de 20 a 50;
- 10% oferecem mais de 50 cursos.


2.d. Satisfação com o fornecedor de conteúdos

- 81% dos pesquisados se consideram satisfeitos ou muito satisfeitos com o fornecedor;
- 13% estão insatisfeitos;
- Apenas 5% estão muito insatisfeitos.


2.e. Departamento em que surgiu o interesse pelo e-Learning

- Em 17% das organizações o interesse pelo e-Learning surgiu da alta gerência.

Confira o gráfico detalhado:


2.f. Áreas envolvidas no projeto

- 58% dos entrevistados afirmaram que as áreas de RH e EAD são as atuais responsáveis pelo projeto;
- Em 23% dos casos, a principal responsável é a alta gerência;
- 19% apontaram marketing, atendimento e suporte a clientes e pró-reitoria acadêmica.


2.g. Regiões atendidas pelo e-Learning


2.h. Número de profissionais na equipe de e-Learning

- 76% das equipes de e-Learning das organizações entrevistadas possuem até 10 colaboradores;
- Em 13% dos casos, a equipe possui mais de 20 colaboradores;
- 11% apontaram que suas equipes possuem de 11 a 20 profissionais.



2.i. Percentual de conteúdo desenvolvido internamente / externamente


2.j. Quantidade de cursos desenvolvidos sob medida

- 51% das organizações preferem produzir apenas 20% do conteúdo internamente;
- 19% preferem desenvolver todo o conteúdo.

2.k. Uso do LMS

- 51% das organizações adquiriram e implementaram internamente ou desenvolveram a própria solução;
- 34% ainda não utilizam LMS.

2.l. Satisfação com o fornecedor de sistemas/hospedagem

- 83% dos pesquisados se consideram satisfeitos ou muito satisfeitos com o fornecedor;
- 11% estão insatisfeitos;
- Apenas 6% estão muito insatisfeitos.


3. Conclusão

A área de educação a distância das organizações tem sido o foco do interesse pelos projetos de e-Learning, porém outros setores também têm demonstrado esse interesse, como o de Treinamento e a Alta gerência, devido aos bons resultados apresentados por outras organizações.

O resultado revelou que, em 41% das empresas participantes, o projeto de e-Learning encontra-se na fase inicial de estudos. Já 35% das organizações têm o projeto implementado e em operação.

O estudo mostrou ainda que, em 33% das organizações, a área de Educação a distância é a que está envolvida com o projeto de e-Learning. Já em 25% das participantes, a área de Recursos Humanos está envolvida diretamente, e 23% afirmam que a Alta gerência está mais envolvida com o e-Learning, o que reforça a importância do projeto.

Abordamos também as regiões que são atendidas pelos projetos de e-Learning. A amostra identificou que as regiões Sudeste (32%), Sul (19%) e Nordeste (18%) são as áreas mais atendidas pelo treinamento a distância. A pouca diferença entre as regiões demonstra que o e-Learning pode beneficiar colaboradores em todo o país igualmente.

Em 40% das organizações, os cursos atendem uma média de até 100 pessoas mensalmente. Já em 23% dos casos, a média mensal é de 101 a 500 pessoas atendidas e em 13%, acima de 5.000 pessoas. Esse item mostra que o e-Learning, independentemente de localização, atinge a quantidade de pessoas que for preciso.

Com relação à equipe responsável pelo e-Learning, em 60% das organizações é formada por até 5 pessoas e em 16%, a equipe tem de 6 a 10 integrantes. Esses dados reforçam que o e-Learning tem um baixo custo mesmo na formação da equipe para comandá-lo.

Por fim, o Portal e-Learning Brasil abordou o número de cursos oferecidos pelas organizações. O resultado mostra que 46% das organizações oferecem até 5 cursos. Em 16% dos casos, a oferta fica entre 6 e 10 cursos.


4. Características dos pesquisados

a) Região

b) Setor de atuação

c) Quadro de colaboradores da organização

d) Tipo de organização em que o pesquisado trabalha

e) Seu papel na organização


f) Em que departamento atua

 

 
Para membros da Comunidade
Learning & Performance Brasil
> Efetuar Login
> Cadastre-se
> Saiba mais
Curta a nossa página no facebook
Siga-nos no twitter

Organização
MicroPower

Promoção
Escola Virtual

e-learning for kids

ABES

ABRH - NACIONAL

ABRH - SP

ADVB

América Economia

bilheteria.com

FNQ - Fundação Nacional da Qualidade

GCSM - Global Council of Sales Marketing

Movimento Brasil Competitivo: MBC

Microsoft

The Winners - Prime Leaders Magazine

Copyright © 2016 - MicroPower®